VENCEDORES DA SABER

Confira exemplos de superação da SABER:

My Image

Joelson Davi de Barros Ferreira - era completamente dependente de outros, hoje consegue realizar várias atividades
 

Com paralisia cerebral e atraso no desenvolvimento neuropsicomotor, Joelson iniciou acompanhamento terapêutico na SABER aos 2 anos de idade, permanecendo até a presente data.
 
Hoje lê, ecreve, frequenta escola regular (ensino fundamental). Usa prioritariamente os pés para realizar suas atividades funcionais, uma vez que não controla os membros superiores.

My Image


Paulo Roberto Farias de Souza - exercita o cérebro para compensar

Paulilho é usuário da SABER desde os 4 anos de idade . Possui paralisia cerebral e, apesar de não controlar os movimentos dos braços, mãos, pernas e pés, de ser totalmente dependente para a realização de atividades do dia-a-dia e de não falar, conseguiu driblar muitas dificuldades, sendo capaz de frequentar escola regular, de aprender a ler e escrever, obtendo, inclusive, o título de aluno nota 10 - 2009, 2010 e 2011 e de Campeão da Olimpíada de Matemática 2010 e 2011.

My Image


Elielson de Jesus - não andava e atualmente é campeão Paraolímpico 
 
É deficiente físico, foi reabilitado na SABER e hoje é atleta maratonista, já tendo vencido diversos campeonatos, a exemplo da "Meia Maratona do SESC 2010" da XI Corrida Rústica da Marinha do Brasil 2011, dentre outras, conseguindo também o 2º lugar masculino na "Meia Maratona SESC/Pará 2011". Em dezembro do mesmo ano, conquistou o 3º lugar na Corrida Paraolímpica "São Silvestre".

My Image

Bruno Lins, 22 anos
 
Bruno é um grande guerreiro. Portador de paralisia cerebral, o rapaz fez tratamento na SABER por mais de 10 anos e sempre demonstrou grande potencial nos estudos e esportes. Sua história é marcada por desafios e luta contra o preconceito frequente, que, embora entristeça sua família, jamais o abalou ou o fez desistir.
 
As mais recentes conquistas de Bruno são suas aprovações em 3 cursos de vestibular: Publicidade, na FAP (Faculdade do Pará); História, na UNOPAR (Universidade Norte do Paraná) e Recursos Humanos, na UNIP (Universidade Paulista). Bruno ainda sonha em fazer direito e, com tanta determinação, sem dúvida, será um grande advogado.

My Image

Walnei de Souza Cardoso, 44 anos
 

Gratidão é uma palavra recorrente no vocabulário de Walnei, portador de deficiência física que, há 18 anos, frequentou a SABER. Ele não esquece do apoio que recebeu dos diretores Julia Nery e Bernardo Jr., por quem foi encaminhado para estágio no Paulo Pintor. Lá, Walney aperfeiçoou seu talento, podendo dedicar-se à pintura publicitária. 

Hoje, Walney é chefe de família, tem dois filhos e vive dos lucros obtidos de sua empresa, um comércio localizado no bairro do PAAR. Autoconfiança e muito esforço norteiam a vida desse pai, que não hesita em dizer: "O meu limite eu ainda não descobri. Eu aprendi a acreditar em mim."

My Image

Danison de Oliveira, 15 anos
 

Motivo de grande orgulho para a SABER, Danison é sinônimo de superação. Quando entrou na Instituição, ainda não andava. Hoje, ele treina atletismo na Escola Superior de Educação Física. Do ano passado pra cá, já garantiu duas medalhas no I Campeonato Brasileiro Escolar Paraolímpico, realizado pelo Comitê Paraolímpico Brasileiro, em Fortaleza (CE); e uma no Circuito Paraolímpico, promovido pela Caixa Econômica Federal. Danison é portador de paralisia cerebral e faz tratamento na instituição há 10 anos.